Alergia e diário alimentar

Criar um diário alimentar pode facilitar a rotina de mães com filhos que sofrem de alergia alimentar. Muito além de ser uma ferramenta para identificar causadores de reações alérgicas, o diário é um instrumento que irá ajudar na identificação de alérgenos.

Para isso, é fundamental que ele seja bem feito. No meu caso, optei por criar uma rotina diária de anotação. Dessa forma, não deixava nada passar sem eu marcar no caderninho.

Minha sugestão é que você crie uma rotina baseada num momento: ao acordar, antes de sair da mesa do jantar, na soneca do almoço do bebê. Assim, não importa a hora que o momento aconteça, ele vai existir.

O diário também me ajudou a não ficar com o peso na consciência quando uma reação começava do nada e eu não tinha anotado o que meu filho tinha comido nos últimos 3 dias, por exemplo.

E vale marcar tudo: os alimento, os temperos, o óleo e a marca. E siga o mesmo critério para produtos de higiene. Anote com uma cor diferente a introdução de novos alimentos ou produtos para que você visualize de forma fácil.

Medicamentos e sintomas também devem ser registrados. Cuidado para não achar que tudo é reação. A ideia é que você aprenda a diferenciar o que é e o que não é.

E deixe sempre um espaço no diário para anotar as dúvidas que você precisa tirar com o médico. Com tudo organizado e centralizado num lugar só, o diário irá se tornar um grande parceiro na luta contra a alergia.

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*