O que é contaminação cruzada?

A contaminação cruzada é a transferência de microrganismos de um material contaminado para outro, direta ou indiretamente. Esta transferência pode acontecer em alimentos (gerando uma infecção, ou até mesmo, uma intoxicação alimentar), em estabelecimentos de saúde (infecção hospitalar) ou através de outros materiais como medicamentos e objetos do dia-a-dia.

Quem possui intolerância ou alergia, seja a qualquer tipo de alimento, precisa ter uma série de cuidados, principalmente no que diz respeito a preparação e conservação dos elementos manipulados na cozinha para que estes não passem a possuir o alimento restritivo por conta da contaminação cruzada.

Você pode ser seu próprio inimigo

A contaminação cruzada de um alimento com glúten ou leite pode ocorrer ao longo do processo produtivo do alimento (colheita, moagem, embalagem, venda) ou no dentro de nossa própria casa, com mais frequência na cozinha.

Durante a execução dos processos em uma cozinha é importante você saber que o glúten e uma proteína que “voa” e assenta após 24 horas. Assim, para fazer uma comida sem glúten é importante que a cozinha seja limpa 24 horas após o manuseio de produtos com glúten. Já o leite, eita proteína danada. Ela gruda nas superfícies porosas. Então é muito importante prestar atenção no modo como os alimentos são estocados dentro da cozinha, separar esponjas de lavar louca, panos de prato, e outros utensílios de difícil lavagem como peneira, escorredor de macarrão, torradeira, copo de liquidificador, e potes de armazenamento de comidas. Calma, calma, não é preciso fazer uma cozinha nova. Forno, microondas, talheres de inox, loucas em geral, assadeiras podem continuar sendo utilizadas, desde que bem limpos.

Esses simples cuidados evitam a contaminação cruzada e impedem que pessoas alérgicas ou intolerantes possam entrar em contato com suas substâncias prejudiciais a elas por acaso.

E como comer é um ato de amor e confiança, na Lilóri todos os procedimentos são pensados para não que essa contaminação não ocorra!

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*